Notícias

Serviço de entrega pode alavancar vendas online em supermercados

Publicado em : 12/03/2019

O crescimento dos supermercados no ambiente online tem espaço para avançar no Brasil, mas muitas redes já investem neste canal de olho no futuro. Contudo, é preciso entender o comportamento do consumidor antes de dar qualquer passo em direção à tecnologia e interatividade.

Em uma pesquisa feita pela consultoria Bain & Company e o Google, foi detectado que 52% dos consumidores norte-americanos ainda levam listas de compra escritas em papel. Além disso, a penetração das plataformas online no processo de compras de alimentos ainda é tímida nos Estados Unidos em comparação a outros países como Inglaterra (10%) e Coreia do Sul (15%).

Nos Estados Unidos, as compras online de mantimentos feitas em supermercados somam apenas 3%, segundo o estudo. Outro dado que reforça o comportamento ainda embrionário de compras em supermercados virtuais americanos é que somente 6% dos oito mil entrevistados fizeram mais de um pedido em 30 dias. O dado positivo desta amostra é que 25% dos participantes realizaram pelo menos uma compra pela internet ano passado.

É importante saber que, para os participantes que fizeram a primeira compra pela internet, 42% deles acreditam ter ganhado tempo. E quanto mais itens são comprados no ambiente digital, mais satisfeitos os consumidores se sentem. Dos que compraram dez vezes ou mais na internet, 68% afirmaram ter economizado tempo.

Ambiente digital precisa de expertise

Um dos principais entraves para o varejo online pode estar na disposição de produtos para o consumidor. O estudo demonstra que a principal vantagem dos supermercados tradicionais em relação aos virtuais está no momento em que o consumidor procura um produto. Nas lojas físicas, eles acham mais fácil encontrar itens andando pelos corredores do que navegando no e-commerce da rede.

Outro dado que mostra a grande oportunidade para os supermercados no ambiente digital é que, ao perguntar aos participantes da pesquisa qual seria a primeira opção de loja caso eles precisassem fazer uma compra online, 85% deles responderam que seria o supermercado que frequentam.

Na Europa, também existe a preocupação das redes supermercadistas em atender da mesma forma os clientes que optam pelos canais online. Um dos pontos frágeis para os supermercados online é a questão da entrega, segundo um estudo da Capgemini. Além de oferecer o delivery, é preciso assegurar que ele seja rápido, de preferência algumas horas após o pedido do consumidor.

De acordo com a pesquisa, mais de metade dos compradores online garantem que poderia ser mais leal a um supermercado se este oferecesse entregas no prazo de duas horas. Por outro lado, o estudo mostra que 19% das redes de supermercados em todo o mundo com presença online fazem entregas em até duas horas, contra 98% que oferecem prazos de entregas de um a três dias.

Notícias

Análise de dados deve definir tomadas de decisão nos supermercados

23/05/2019 Blog Apas Show

Segundo especialista Alexandre Ribeiro, lojas com informações bem tratadas ganham em rentabilidade

Por iniciativa de Glaustin da Fokus, Câmara dos Deputados debate transparência de multas contra supermercados

22/05/2019

Audiência pública reúne líderes empresariais e representantes de órgãos fiscalizadores para tratar do artigo 57 do Código de Defesa do Consumidor

O que o comportamento do consumidor diz sobre o layout de loja

21/05/2019

Pressão no atacado e varejo diminui e IGP-10 desacelera alta a 0,70% em maio, diz FGV

20/05/2019

Presidente da Agos marca presença na abertura da 1ª ExpoNerópolis

17/05/2019

Nestlé entra no mercado de cafés torrados

16/05/2019

Vendas no varejo tem alta de 1,9% em Abril, mostra ICVA

15/05/2019

Grandes redes investem em serviço de delivery no Brasil

14/05/2019

Carrefour e GPA largam na frente e começam a explorar mercado de entregas

Instituições financeiras reduzem projeção de crescimento da economia

13/05/2019

Presidente da Agos marca presença no jantar de negócios Adoralle

10/05/2019
voltar para página anterior
AGOS - Associação Goiana de Supermercados